•   Segunda-feira, Novembro 9, 2020
Desenvolvimento Pessoal Psicologia do Combate Videos

O Medo Que Te aprisiona

( words) 210 Views

A armadilha mais perigosa em que você SEMPRE pode se encontrar é aquele em que você nem percebe que está.

Pensar positivo é uma parte do processo e garantir que esse pensamento positivo vai se tornar verdade é a parte do treinamento.

Treinar a parte psicológica é fundamental para que todo o resto funcione de forma que você possa passar por qualquer crise mitigando seus prejuízos.

Infelizmente, é EXATAMENTE onde tantos se encontram hoje. Só no pensamento positivo e nada de ação concreta.

Vão criando mundos cor de rosa e não observam o mal (“sim” existe e você deve saber disso), e esperar que ele não te pegue só porque você esta pensando de forma positiva é uma grande armadilha.

Outros estão tão convictos de suas habilidades que não treinam para o óbvio e sim para a exceção. Relegam o básico pois é “chato”, não é glamuroso e nao rende boas curtidas nas redes sociais.

Esses incentivam outros de que esse é o caminho para sobreviver a toda situação criada nas suas mentes por esse medo. O medo que é deles, passa agora a ser dos outros também.

O Medo Que Paralisa

Alguns então preso em um círculo vicioso de dúvida, dúvidas e paradigmas que limitam a vida.
Todos eles ACHAM que estão no controle, Eles dizem a si mesmos que está tudo bem e que é assim que se treina e é assim que se faz e pelo seu medo, irão te dizer que você deve também agir assim.

Alguns vão até te ridicularizar se você não se tornar tão tático como eles, se não se comportar como eles, se não fazer as mesmas coisas e seguir o caminho da luz.

Lamento lhe informar amigo mas… “Não há controle”. Você não controla nada nem a você mesmo e o máximo que pode fazer é reagir ao que acontece.

Criando estados Mentais

Assim, você vai criando um estado mental e vivendo nessa bolha que te consome sem você se dar conta, afinal você acredita que pode mudar algo, que pode fazer algo antes que aconteça e assim se livrar da dor do futuro hostil que te aguarda.

Na maioria das vezes, mesmo sem perceber, seus dias são repetidamente ditados pelo Medo. Mais especificamente … por formas de pensar que se tornaram TÃO normalizadas, TÃO arraigadas em sua maneira de pensar diária que já fazem parte de si mesmos.

Você nem mesmo percebe o veneno que sua mente está se alimentando e assim vai criando mais situações para que aquilo aconteça. Vai se aproximando cada vez mais daquilo que temem.

No livro, “Como evitar preocupações e começar a viver de Dale Carnegie”, ele diz que 98% das coisas que você se preocupa não irão acontecer.

Assim, sem a devida atenção ao que pensa e cria, você vai lentamente permitindo que essas maneiras de pensar ditem todos os aspectos de sua vida.

 Seu nível de felicidade …

 Seu corpo e saúde física …

 Sua renda e carreira …

 Seu casamento e amizades …

Literalmente,  cada aspecto de sua vida sutil e constantemente sendo retirado de você.

Os totalmente positivos vivem fora da realidade devido ao medo que sentem e quando a desgraça chega, dizem que “vibraram” em uma frequencia ruim ou não vibraram no positivo o suficiente para que o mal nãos lhes acontecesse.

Ser positivo em demasia pode te colocar em muitos apuros como não saber a hora de sair do jogo.

Dizem que muitos pilotos de caça morrem por não ejetarem seus acentos, pois acreditam que vão conseguir dominar a aeronave. Não sabem a hora de desistir e pagam com a vida.

Não é só vibrar em outra frequência que as coisas mudam e sim agir com o que se tem. Com a realidade que se apresenta.

Os totalmente negativos vão na mesma linha e criam mais problemas dos que existem devido ao medo que sentem. Reagem antes ao acontecimento pois imaginam cenários sempre negativos. A melhor defesa é o ataque, dizem eles.

E assim como Dom Quixote, iniciam uma cruzada contra tudo e contra todos.

Investem contra inimigos fantasmas e perdem tempo com ninharias criando guerra em nome de uma ilusão.

O assustador é que isso acontece sem qualquer aviso ou alarme – até que seja tarde demais, porque não há um momento definido de início ou mudança …

Assim como a força da maré do oceano.
Você não pode ver enquanto está acontecendo, mas seu poder é imenso e puxará até o mais forte dos navios para o mar e para fora do curso.

De acordo com a 13ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em setembro, o número de policiais que se mataram em 2018 – 104 casos de suicídio, segundo o levantamento – foi maior do que o de policiais mortos durante o horário de trabalho, em situações de confronto com o crime – 87 casos.

Qual é a dor que essas pessoas buscaram se livrar? Era real? Imaginária? Para elas era muito real ao ponto de querer deixar de existir.

Existe solução?

A solução passa por autoconhecimento e entendimento de si mesmo e como suas emoções interferem em sua vida e assim, criar uma nova estrutura mental para compreender o medo e usar essa energia como combustível para seguir.

“A melhor forma de iniciar um treinamento da mente é conhecer o cenário real, então a primeira dica é observar seus pensamentos. ” diz Rafael Shitarum em seu artigo “Pare de fingir ser positivo“.

Conhecer o cenário real? Sim! Isso se refere a viver no aqui e no agora e não projetar cenários futuros hipotéticos que podem nunca acontecer, ou que as chances de acontecer são pequenas.

Se preparar para uma invasão alienígena por exemplo. Se você nem conhece seu inimigo como pode pensar que as suas táticas irão te ajudar em uma possível invasão de seres de outros planetas e hostis?

Ah! mas é melhor saber e não precisar do que precisar e não saber.

Sim e não. Tudo que posso utilizar para melhor minha existência aqui e agora é importante, todo o resto pode ser dispensado.

E não falo em não aprender certas coisas mas sim não deixar que elas façam parte agora de sua vida. Aprenda como ferramenta mas viva e resolva os problemas como eles vão surgindo.

É mais simples você se preparar para uma invasão a sua casa do que de seres de outro planeta não acha?. Para esse cenário você tem alternativas.

Podemos então ser flexíveis com o que realmente nos acontece e reagir a essas coisas da melhor maneira possível.

O problema surgiu? Dale Carnegie te dá as dicas abaixo:

A inflexibilidade é ótima na pedra, mas muito perigosa no ser humano.” Disse Gurdjieff.

É fundamental desenvolver o conhecimento de si, por meio da observação de si, o que ajuda o homem a conhecer a si mesmo.

Você consegue isso através da ferramenta Eneagrama.

Para o idealizador do método, Gurdjieff, os homens estão dormindo; são máquinas ambulantes que não sabem o que fazem.

Isto porque o que geralmente achamos que é o “eu” é, na realidade, um conjunto de “eus” que povoam nossa mente. Ou seja, temos muitas personalidades.

O cara que promete a noite que vai acordar cedo e correr não é o mesmo que vira para o lado ao som do despertador.

O homem desperto, aquele que tem consciência de si, é raro. Muitos pensam que têm consciência, porém sequer imaginam do que isto se trata.

Gurdjieff costumava lançar mão nestas ocasiões de uma alegoria oriental: a alegoria da carruagem para exemplificar essa ideia.

Nesta representação simbólica, a carruagem é o corpo físico, os cavalos são os sentimentos, o cocheiro é a mente, e dentro da carruagem está o verdadeiro habitante, que é o Eu Interior.

No indivíduo comum, estas partes estão dissociadas e, muitas vezes, o cocheiro não consegue empregar muito bem os arreios, conduzindo os cavalos.

Além disto, o passageiro dentro da carruagem não consegue dar ordens ao cocheiro da direção a ser tomada, e, deste modo, a carruagem segue parcialmente descontrolada para um rumo que ninguém previu, terminando sempre, é claro, na morte.

Veja abaixo o vídeo que pode explicar melhor.

O Que Fazer?

Se você não sabe por onde começar, busque alguém que já trilhou o caminho e pode te auxiliar nessa caminhada.

As vezes é aquele veterano que já sobreviveu a inúmeros combates reais e a centenas de imaginários e te dará um belo exemplo de como a vida realmente é.

Observe a si mesmo e veja porque faz o que faz. Porque quer fazer o que quer fazer e se existe razão para isso.

Busque profissionais e terapeutas na área para ter dar o empurrão inicial e não tenha vergonha pois medo você terá mesmo assim. Inclusive ele lhe dirá que não deve fazer isso pois isso é perda de tempo e o bicho papão esta batendo a sua porta.

Um dos aforismos mais famosos da história, “conhece-te a ti mesmo”, encontrava-se no pórtico de entrada do templo do deus Apolo, na cidade de Delfos na Grécia, no século IV a. C

Profissionais na área que podem te auxiliar na caminhada:

1- Dale Carnegie

2- Instituto Eneagrama

3- Despertar Conciência

You Might Also Like...

Leave a Reply

Your email address will not be published.