Visualizações 103

Gattaca - A Experiência Genética

Num futuro no qual os seres humanos são escolhidos geneticamente em laboratórios, as pessoas concebidas biologicamente são consideradas inválidas, como Vincent Freeman (Ethan Hawke).

Desde pequeno, ele tem o desejo de ser astronauta, mas seu código genético o predispõe a doenças cardíacas, o que o leva a trocar de identidade para alcançar seu objetivo.

Até que um assassinato põe seu disfarce em risco.

Este história é ficção ou podemos imaginar que a realidade em que vivemos com pessoas sendo segregadas por não tomar vacina se assemelha?

Os filmes funcionam como predição do futuro? 

O fime é de 1997 mas pode muito bem ser aplicado ao momento em que vivêmos.

Das possibilidades mostradas no filme, já é possível selecionar embriões livres de algumas doenças hereditárias, reduzir a predisposição ao câncer e escolher o sexo.

Para Carlos Ricat, biólogo e professor da Universidade de Brasília, o filme apresenta “uma história bastante consistente em relação aos estudos da genética.”

 Foi também eleito o filme de ficção cientifica mais plausível pela NASA.

Perfeitos mas não tanto

Em Gattaca – A Experiência Genética, o mundo alçou o ápice da intolerância quando humanos “perfeitos” são criados artificialmente para serem úteis para a sociedade, à medida que pessoas “imperfeitas” e nascidas à moda antiga vivem à margem. O protagonista Vincent (Ethan Hawke) pertence a esse segundo grupo.

Perfeição genética dos define como “Ser Humano”? 

Se isso não nos define, qual seria a melhor dfinição?

Te fez pensar?

Assista ao trailer ao lado e quem sabe, faça uma pipoca pois o final de semana esta chegando ai.

É uma boa hora para se assistir filmes inteligentes e aumentar o seu grau de “Ser Humano”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *